26 de jan de 2011

Simplemente Tu


Tu, que vives en mi mente,
como la luna vive en la noche,
como el sol en la mañana,
como estrellas en un cielo limpio.


Tu, fuente de deseo y alegría,
razón de sonrisas y suspiros,
de besos de aire emocionados
y caricias nocturnas.

Tu, amor de todas mis vidas,
reina de todos mis mundos,
diosa de mi amor,
ángel de mis noches.

Tu, mi "Paseo dos Ventos",
lecho de mis pasiones,
bosque frondoso y fértil,
de frutos sagrados.

Tu, magia de cada día,
susurro tranquilo en los oídos,
aire fresco que me llenas,
sensación de paz.

Simplemente tu,
inspiración continua,
de sensaciones únicas,
de deseos compartidos.


12 de jan de 2011

Por hoje...

Talvez hoje eu só queira descansar,
fechar meus olhos,
esquecer,
dos males que habitam...
a consciência do ser humano,
das provocações indiretas,
dos cinismos,
das ações impensadas,
que ferem o próximo,

Só quero descansar,
mergulhar no vazio,
profundo silêncio,
só por hoje,
esquecer, deixar de sentir,
deixar de considerar,
deixar de me importar,
estar desprovida de consciencia,
de peito aberto, porém vazio,

Mente em transe... em branco,
Só por hoje.

by Metrílica ;-* janeiro 2011

This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3.0 Brasil License.

9 de jan de 2011

"Mais do que Imaginei" _Catedral




Quis enganar meu coração
Mas foi em vão, a verdade vem e não dá
E eu só penso em te encontrar

Eu quero o teu amor

Se eu disser que perdi a direção
Se eu disser que machuquei meu coração
Quando eu disse não
Tudo que eu vejo só lembra você
E é impossível te esquecer

Por isso, vem amor

De tudo que vivi você foi mais
Do que eu imaginei ser capaz

Se eu tiver todo o teu calor outra vez aqui
Olhe bem para os meus olhos
Pra sentir, quanto eu sofri

Hoje eu sei que preciso de você
E não dá pra imaginar te perder

Eu amo o teu amor

De tudo que vivi você foi mais
Do que eu imaginei ser capaz

Catedral...

"Te quero comigo meu anjo... sinto muito tua falta... amor de todas minhas vidas, para toda vida" by Metrílica, para Anibal Minotaur