27 de fev de 2010

Inspirado no verso "Quatro Vértices"

Creative Commons License

e do alto,
lá de cima,
contemplo teus quatro vértices,
invejas!
do riso após o gozo,
da língua que saboreou o amor,
do chão onde se encontram os flúidos de doce mistura,
da janela, espectadora de tamanho espetáculo!!!

Maravilhoso!








21 de fev de 2010

Resposta ao Poema (by Metrílica)

http://xan-e-le.blogspot.com/2010/02/ilusao-noturna.html

horas que passam,
tempo!
por vezes amigo,
quando nos traz esquecimento,
apagando da memoria,
aquilos que nos dá sofrimento,
tempo!
por vezes inimigo,
traiçoeiro tempo,
corre demais, passa depressa,
acelerado,
impedindo por vezes,
que o amor alcance nosso abraço,
tempo,
cruel inimigo!
permita que meu amor,
esteja esta noite aqui comigo!

by Metrílica;-* (inspirado nos versos de Isar Maria Silveira "Ilusão Noturna")

Grande beijo amiga Xanele!

18 de fev de 2010

Pensamentos Fragmentados (by Metrílica)

"... talvez porque exalas paixão pelos poros! e ao menor sinal de fagulhas, és capaz de se por em chamas! adoro me sentir o estopim de toda essa loucura que te incendeia!" by Metrílica ;-*

1 de fev de 2010

Silêncio


... o que fazer com essa ânsia que me aperta o peito, que me consome a alma?...
a cada batida de meu coração explode em mim a vontade de te ver, de sentir te, que fazer?,
...que posso fazer, se tamanho sentimento por vezes me cala, me faz muda, me faz de pedra,
hoje, meus sentimentos que sempre estiveram à flor da pele, meus desejos que saíam pelos poros,
estão guardados, estão á sete chaves....
por quê? porque me emudeci?
... parece que vou explodir, meu peito não agüentará, minha alma sucumbir-se-á em chamas!
não posso, não posso conter-me assim!
preciso dizer-te...
dizer que te amo, te amo como jamais amei alguém nesta minha vida,... dizer que te necessito como jamais imaginei, ... dizer que não poderei seguir meu caminho sem você para guiar meus passos,
... por isso, por isso estou tão calada, emudecida, tão reservada...
a realidade me bate à porta!
não quero recebê-la! quero que vá embora...
que se vá triste realidade presente!
não és bem vinda em minha mente, não és bem vinda no meu coração!
vá, não te quero... deixe-me viver o sonho...
deixe-me viver tão belo momento...
não quero ser uma alma muda, que não consegue expressar seus sentimentos...
quero ser alma livre...
livre para amar e receber amor, livre para encantar e ser encantada, livre para me doar a quem sei que me ama...
isso que quero para mim, para sempre....
portanto afaste de mim tuas algemas...não quero ser mais uma alma acorrentada!


(reflexões_by Metrílica)